Cura

27 de outubro de 2010 § Deixe um comentário

de madrugada

Em minhas ensimesmações
desejo te fazer cansado
e sonolento dormir
na areia branca de mim
para que eu possa
no manto da noite enluarada
desvendar seus olhos
em vagalumes e nebulosas.

De madrugada, deitarei folhas
embebidas de orvalho e relva
nas suas feridas mais profundas.
enquanto sonha, do riacho ouvirá
o sibilar baixinho dos grilos e rãs trazendo infância.

De manhã, o corpo descamado e novo
nos beijos de mais de mil beija-flores
que vem te saudar: viva o dia que te recebe contente!
Sorriremos.
E, antes que dê o primeiro passo,
vou cobrir seus pés de estradas ensolaradas.

Mariana Dorin, set 2010.

Atelier Literário Gato de Máscara

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Cura no O BOSQUE SONHADOR.

Meta

%d blogueiros gostam disto: